ambiental

Dia Mundial da √Āgua

Publicado em 26/03/2019 às 01h47

Homenagem ao Dia Mundial da √Āgua
Coleta de Micro lixo na Restinga do Farol de São Tomé

O micro lixo se desenvolveu de forma silenciosa e letal em todo planeta, nossas atitudes irrespons√°veis seguem destruindo a qualidade e a possibilidade do desenvolvimento da Vida, nos mais diversos modelos de ecossistemas em nosso orbe.
N√£o precisamos ir muito longe basta observar os n√ļmeros da Ba√≠a de Guanabara no munic√≠pio do Rio de Janeiro que, por exemplo, recebe todos os dias milhares de quilos e litros de todo tipo de res√≠duo que se possa imaginar, toda sua extens√£o encontra-se quase que totalmente impr√≥pria e perigosa para a sobreviv√™ncia de sua diversificada e rica fauna marinha.

Os oceanos est√£o repletos de todos os tipos de lixo, micro lixo e polui√ß√£o e a situa√ß√£o do micro lixo √© ainda pior, pois √© ele o respons√°vel pela morte de milh√Ķes de animais marinhos todos os anos al√©m de colocar em risco nossa pr√≥pria sa√ļde e sobreviv√™ncia. √Č bom lembrar que nos alimentamos de peixes e de diversas outras fontes de alimento provenientes e dependentes da √°gua dos mares e dos oceanos, por exemplo, mais de 50% do oxig√™nio que respiramos vem de l√°.  E nem precisa citar que tudo que comemos demanda de √°gua para sua produ√ß√£o!

Alunos da Escola Jardim Encantado reuniram-se com Bodyboarders de Campos e do Farol para realizarem uma ação de coleta de micro lixo na restinga da praia do Farol de São Tomé neste sábado 23 de março.
Professores, Biólogos, Técnicos Ambientais e amigos participaram da ação em parceria com a ABNF e o INEA numa manhã de muita informação e lazer para todos.
Foram coletados mais de trinta quilos de lixo e micro lixo numa área de aproximadamente setecentos metros, e o que mais chamou a atenção de todos além da quantidade, foi o tipo de micro lixo encontrado, em sua maioria tampinhas de garrafas, canudos, pontas e filtros cigarro, copos, sacolas e resíduos de plásticos, garrafas plásticas e muito poliestireno (resíduos de caixas térmicas-isopor)
Observou-se que grande parte deste material parecia novo, como se houvesse sido descartado pouco tempo atr√°s provavelmente neste ver√£o.

Soltura de Tamandu√° Mirim

Nossas matas e florestas perdem grandes √°reas de seus territ√≥rios todos os dias, seja pelas queimadas, seja para extra√ß√£o legal ou ilegal de madeireiras ou at√© mesmo pela crescente ascens√£o imobili√°ria, temos hoje uma diminui√ß√£o assustadora dessas √°reas que s√£o de primordial import√Ęncia pra a vida de diversas esp√©cies nativas.

Desta vez essa f√™mea de Tamandu√° mirim teve bastante sorte, segundo relatos ela foi atacada por c√£es na cidade de Campos numa √°rea que possui mata em suas adjac√™ncias. 
Após ser capturada foi levada pela equipe do GAM - GM até a sede da UENF onde ficou sob os cuidados da equipe do NEPAS que é coordenada pelo professor Leonardo Serafim.
Ela passou a noite sob observa√ß√£o e na manh√£ seguinte os agentes do GAM retornaram a UENF e levaram-na at√© a √°rea do Parque Estadual Lagoa do A√ß√ļ onde realizamos sua soltura.
Interessante ressaltar que na √°rea do parque existe uma trilha de visita√ß√£o p√ļblica chamada ‚ÄúTrilha do Tamandu√°‚ÄĚ, √© poss√≠vel avist√°-los por l√° e agora com a chegada desta nova e ilustre moradora quem sabe num futuro pr√≥ximo possamos testemunhar o aumento do n√ļmero de indiv√≠duos de Tamandu√°s Mirins em nossa bela e preservada restinga.


O sucesso dessa operação se deu pelo empenho e disponibilidade dos Biólogos, Michelle Lundstedt, Natali Sturmer, Laura Camilo e Gabriel Uzai.
A equipe da Guarda Municipal com liderada pelo Supervisor Geelber, aos agentes, Clayton, Ramos e Alberto, ao Gustavo e Moraes do GOE e ao Ronildo do GAM
Aos Bi√≥logos Adilson J√ļnior e Bruno Lemos Guarda Parques do INEA-PELAG, ao Bi√≥logo e Ambientalista Hugo Pessanha.
A equipe Portal Local e GRC Ambiental Tales Andrade, Carlos Henrique e Tiago Braz. 

A Educa√ß√£o Ambiental √© a √ļnica ferramenta capaz de reverter nossa situa√ß√£o, conscientizando a popula√ß√£o em especial aos jovens e as crian√ßas estamos reescrevendo nossa hist√≥ria.

Acreditamos na vida e no potencial das pessoas, somos capazes de viver com sa√ļde atrav√©s do esporte, respeitando o meio ambiente em harmonia com a natureza e com os seres vivos.
Essa é a mensagem do Projeto Kpaloa Eco Bodyboard!

Agradecemos a INTER TV-RJ pelo apoio e cobertura a Fundação Municipal de Esportes pelo suporte e sua equipe.
A Kpaloa, Pena, Loja Surf Store, Tend√™ncia Wood, Pousada das Gar√ßas, √ďticas Precis√£o, 30‚ÄôP√©s Acessories, Boz√≥ Pizzaria, Theboxbb.com, PELAG-INEA, Projeto TAMAR-Farol, Drogaria S√£o Lucas, Sicoob Fluminense e Cer√Ęmica S√£o Jos√©.

Divulgação Inter TV-RJ Portal Local, Campos Tips, Portal do Farol, Like Bodyboard, GF Esportes, G80 Bodyboarding, Surf Farol, Meduxa Magazine, Ride It BB Magazine e Surf Guru.


Realização
ABNF - Associação de Bodyboarding do Norte Fluminense & GRC Ambiental.


 


1¬ļ Torneio Ecoanzol de Pesca ao Robalo no rio Para√≠ba do Sul

Publicado em 13/06/2017 às 17h50

   O 1¬ļ Torneio de Robalo do Rio Para√≠ba do Sul movimentou este s√°bado (10) no Cais da Lapa em Campos dos Goytacazes. Cerca de 1500 pessoas passaram pelo local, segundo a comiss√£o organizadora. O evento √© uma idealiza√ß√£o da Ong Ecoanzol e contou com diversos parceiros de institui√ß√Ķes p√ļblicas e privadas. A programa√ß√£o homenageou a Semana do Meio Ambiente e contou com premia√ß√£o e sorteios. O torneio tem a chancela da Federa√ß√£o de Pesca e Lan√ßamento do Estado do Rio de Janeiro (Fepelerj) e Confedera√ß√£o Brasileira de Pesca e Lan√ßamento-Nova Pesca Brasil (CBPL-NPB), sendo parte do calend√°rio nacional em 2017.

   A abertura do evento foi realizada nessa sexta-feira no Hotel Tulin Inn, com recep√ß√£o dos atletas e entrega dos kits de participa√ß√£o. Em m√©dia, 150 pessoas participaram da cerim√īnia, conta Luiza Salles, presidente da Ong Ecoanzol. Pela manh√£, 84 atletas distribu√≠dos em 42 embarca√ß√Ķes, deram largada no rio Para√≠ba do Sul.
   A √°rea mapeada para o torneio se estendeu at√© a localidade de Martins Lage, num percurso de 14 km. Cada equipe p√īde pescar at√© as 16h, hor√°rio limite para apresenta√ß√£o de cinco peixes. A comiss√£o julgadora avaliou a soma dos tamanhos, que foram premiados do 1¬ļ ao 3¬ļ lugar. No inicio da competi√ß√£o, Marcelo Fernandes, coordenador do Torneio, chegou a apontar um vencedor, mas o resultado surpreendeu. ‚ÄúO evento est√° superando nossas expectativas, principalmente com a vira√ß√£o do tempo, que propiciou a apari√ß√£o de peixes grandes como o Robalo Flecha. Tivemos um de 75 cent√≠metros, muito bonito o peixe! Eu acho que vai ser o peixe do evento que vai levar o barc√£o‚ÄĚ, opina o coordenador fazendo refer√™ncia a uma das premia√ß√Ķes, a carreta da Atelier do Ferro, pr√™mio especial aos competidores classificados a partir da quarta coloca√ß√£o.

   Outros destaques que marcaram o evento foram a Oficina de Leitura com autoras de Carapebus/RJ, Oficina de Educa√ß√£o Ambiental, doa√ß√£o de sementes, Palestra do Instituto Federal Fluminense (Polo de Inova√ß√£o Campos dos Goytacazes/RJ), sobre o projeto de processamento de pescado, e exposi√ß√£o nos stands dos parceiros do Torneio.
   Thiago Berriel, vice-diretor e gestor do Projeto Piabanha, organiza√ß√£o da sociedade civil regida pela Associa√ß√£o de Pescadores e Amigos do rio Para√≠ba do Sul, considerou de suma import√Ęncia para regi√£o √† realiza√ß√£o do Torneio. Para colaborar com o evento, o projeto trouxe um aqu√°rio com esp√©cies de peixes em extin√ß√£o, que foi bastante frequentado pelos visitantes. A Arte Peixe, cooperativa de mulheres de S√£o Jo√£o da Barra/RJ, tamb√©m participou das exposi√ß√Ķes, neste caso com apresenta√ß√£o de produtos oriundos do pescado, feitos artesanalmente.

   Fernanda Pires, l√≠der do grupo de oito mulheres, parabenizou a iniciativa e agradeceu a oportunidade. ‚ÄúPrecisamos de mais eventos como esse, para trocarmos experi√™ncias e, no nosso caso em especial, escoar os produtos. Que venha o pr√≥ximo!‚ÄĚ, ressalta a representante, que informou ter vendido quase todos os produtos que trouxeram.

   Pouco antes das 17h30, foram anunciados os vencedores: √Āguia Fishing Tean em 1¬ļ lugar, com a metragem de 221 cent√≠metros (5 peixes), em 2¬ļ lugar Gaia que totalizou 147 cent√≠metros (3 peixes) e com o 3¬ļ JL Pesca, 126 cent√≠metros (2 peixes). Para surpresa de todos, o ‚Äėpeix√£o‚Äô de 75 cm ficou na terceira coloca√ß√£o.
   O torneio trouxe como pano de fundo a preserva√ß√£o da esp√©cie alvo da prova, do manancial federal e sua bacia hidrogr√°fica. Trabalhou a sensibilidade da sociedade e autoridades para o estabelecimento de per√≠odo de defeso do robalo com o objetivo de preservar a esp√©cie, visto que n√£o h√° legisla√ß√£o federal que defina esse tempo t√£o importante no ciclo reprodutivo dos peixes.

   No per√≠odo da piracema √© comum encontrar redes que atravessam o leito do rio margem a margem culminando na coleta de f√™meas ovadas, com a consequente redu√ß√£o do estoque pesqueiro a cada ano.
 
 Com a realiza√ß√£o dos torneios de pesca programados para o ano de 2017, a Ecoanzol retoma as a√ß√Ķes de pesca esportiva na regi√£o e lan√ßa o projeto Centropomus sp de Pesca Esportiva da Ecoanzol para abrigar todas as a√ß√Ķes relacionados ao esporte. O projeto √© integrante do Programa de Gest√£o Territorial Sustent√°vel "Olhos d'√Āgua", que registra a√ß√Ķes realizadas pelos quase 12 anos de exist√™ncia da Ecoanzol. Os campeonatos de Pesca organizados em S√£o Jo√£o da barra nos anos 2009 e 2010, fazem parte dessa hist√≥ria. O programa "Olhos d'√Āgua" atua com 14 eixos de a√ß√£o, constitu√≠dos a partir das a√ß√Ķes realizadas pela Ecoanzol desde 2005 nas vertentes ambiental, social, econ√īmica e cultural segundo o lema do mil√™nio: "Pensar Global, Agir Local".

left show tsN fsN uppercase fwB|left tsN uppercase fwR|left show tsN uppercase fwR|c05||image-wrap|news c15|fsN fwR normalcase tsN|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase tsN|tsN fwR normalcase|normalcase fwR c05|content-inner|left fwR tsN uppercase|news fl login fwR normalcase